18 de maio de 2007

A xoxota da Luma

Foto: Web
por Cefas Carvalho

Leio (e vejo) nos sites de notícias da Internet que em recente cerimônia de prêmios a modelo/sabe-se-o-quê Luma de Oliveira foi flagrada (e fotografada) com um vestido com fenda que em uma subida de degraus revelou-lhe a calcinha. A notícia e a foto estavam em quase todos os sites. Não sei o porquê de tanto frisson.

Luma já fez pior (ou melhor, dependendo do ponto de vista). Já apareceu com um vestidinho estando sem calcinha por baixa e depois fingiu chateação quando os fotógrafos publicaram as fotos (com ou sem tarja) em revistas e sites. Não quero parecer grosseiro, amigos(as) e leitores sabem que só recorro a termos chulos em necessidade extrema (leia-se, contos e romances em que a trama e os personagens o exigem) mas, neste texto, não tenho como me controlar: por que diabos a xoxota da Luma ainda é notícia?

Não que eu não goste da coisa, mas vê-la quase todo mundo já viu, seja naquele episódio das fotos que os paparazzi fizeram seja nas cinco Playboys em que ela já posou. Eu mesmo, que tenho três destas cinco, vejo a xoxota da Luma desde os tenros dezesseis anos, quando, creio eu, comprar Playboy em bancas de jornal ainda era uma aventura para nós adolescentes naquela era pré-Internet.

Naquela época ela era uma espécie de deusa, como o eram Monique Evans, Adriana Salituro (lembram?), Luiza Brunet... depois, ainda que com as formas respeitáveis, começou a ser um pastiche dela mesma. Não é a toa. Luma não é atriz (arriscou umas novelas e só), nunca foi exatamente modelo, é empresária de terceira qualidade, ganhou notoriedade por ter se casado com um empresário bilionário e paciente com suas maluquices e por factóides a la César Maia como a coleira no carnaval com o nome do marido.

Os anos que se passam e tanto bem fizeram a mulheres como Natália do Vale, Silvia Bandeira e Luiza Brunet, talvez mais belas agora do que há vinte anos, fizeram mal a Luma. Não soube fazer nada além de criar factóides. E agora, parece ter se limitado a apenas um: mostrar a xoxota. Mas, tantas Palyboys depois e tantos flagras, fica a pergunta: ainda tem graça ver a xoxota da Luma?

2 comentários:

Alexandre disse...

sim, te4m graça sim ve a xoxota de luma, e melhor que o noticiario nacional e ainda melhor que o olocal

Lobo das Estepes disse...

O Alexandre tinha razão em 2007, em 2010, continua tendo, mas há graça sim senhor, ver a xoxota da Luma, porque não?

Afinal tem algo mais bonito que ver uma? Melhor que ver o que o noticiário nos mostra, seja de que cunho for. Eu prefiro ver uma especial, não a da Luma. Mas a dela que mal tem se mostrar e alguém olhar?