8 de junho de 2007

Fotografia e Poesia

Alexandro Gurgel
Boêmio
Volonté, Natal RN

Às vezes penso
que sou um deus
pagão
louco desvairado
no açougue
das almas.

Um comentário:

Lívio Oliveira disse...

Uma imagem vale por mil palavras, mesmo! Esse é o Volonté, poeta das almas desvairadas!
Abraço de Lívio