9 de agosto de 2007

Menino do Rio... Potengi

Foto: Fábio Pinheiro
Menino do Rio... Potengi
Por Brum
(adaptação da música Menino do Rio, de Caetano Veloso)

Menino do rio
O desastre te fez arrepio
Pescador chateado no barco
Diretor do IDEMA tranquilaço
Camarão, ave e até gente, morreu com o peixe
É fossa ou rio?
Cheira como um gambá no cio
Tampo o nariz pra proteger-me

Deu merda no rio
Um fedor que causa arrepio
O esgoto é mesmo um embaraço
Deixou o Potengi, um bagaço
Poluição acabou com o verde, matou o peixe
E sem a pesca no rio
Viver vai ser um desafio
Só mesmo Deus pra proteger-te

O Potengi, que era aqui, no que se tornares
Em todos os lugares
Mortos aos milhares
É peixe que eu vejo
Camarão e carangueijo

Quem vive do rio
Deve tá mesmo com arrepio
Pois a solução eu não vejo

Paródia retirada do portal de notícias NoMinuto

2 comentários:

Anônimo disse...

(...)paródias remetem a algo, GERALMENTE, cômico e isso é bom para apaziguar a alma frente a todas as mazelas que vemos e sofremos todos os dias, é preciso rir um pouco, mas não vamos esquecer o estado de abandono no qual se encontram as pessoas DIRETAMENTE afetadas pelo que aconteceu recentemente no rio Potengi, ou seja, pescadores impossibilitados de exercerem o seu ofício a contento, expectativa da lenta recuperação do rio (fala-se até em 15 anos), mortes humanas quiçá já provocadas pela ingestão de peixes contaminados e toda uma gama de conseqüêcias nefastas ao nosso tão combalido meio ambiente... vamos rir, mas vamos cobrar também mais do que uma cesta básica prometida a cada família de ribeirinhos afetada pelos nossos representantes. Cordial saudação a Alexandro Gurgel.

Yasmine disse...

Um apena.Lamentável nosso rio assim,sem vida.
beijos Alex e passe quando puder no meu blog

http://yasminelemos.blogspot.com