17 de dezembro de 2008

A Romã de Lisbeth Lima

Hoje, a partir das 19 horas, nos salões nobre da Aliança Francesa, acontece o lançamento de ‘Romã’, o terceiro livro de poesia de Lisbeth Lima. Romã, completa a trilogia: sementes(Dormência), flor (Felice) e fruto (Romã).

Para saber mais sobre a poetisa, visite o site:
http://www.lisbethlima.zip.net/

Alguns versos de Lisbeth Lima (do livro Romã)

Ventania

Na bicicleta, o menino leva presa uma gaiola.
Dentro dela, um passarinho, preso, voa.
Leve presa.

E o vento, solto, despenteando os dois.

Decibéis

E a música lenta
alenta os ouvidos
que, desacostumados com delicadeza,
tinham perdido sua função primeira:
a de escutar.

Intenção

Não era falta de amor ou descaso
a xícara de beira quebrada,
em que ofereci o café.
Queria garantir que nela
tua boca pousara quente,
e que a minha, tão longe, ausente,
sentiria, na xícara marcada,
tua presença que desejo,
outras vezes, multiplicada.

Um comentário:

luma carvalho disse...

nossa! alex... adorei os poemas da lisbeth e o título do livro, então, não poderia ser mais verdadeiro a poética dela... feminina e pulsante e cotidiana... gosto muito da escrita da lisbeth!

beijos na alma
com sabor de "feliz natal e aparece lá no meu blog, tem postagem nova!"

luciana
luma
lua