21 de julho de 2009

6º Festival Gastronômico de Martins

AG Sued
A cidade serrana de Martins é a grande opção para curtir um clima frio de inverso nesse final de semana. A partir de quinta-feira, começa a sexta edição do Festival Gastronômico de Martins, reunindo o que há de melhor na gastronomia potiguar aliado a música regional e muita badalação no friozinho da serra.

Martins é uma cidade antiga, cheia de histórias impregnadas nas ruas largas, abrigando um conjunto arquitetônico bem preservado com vários exemplares de casarios seculares. A atmosfera romântica surge com mais intensidade nos mirantes, onde é possível se deslumbrar com a paisagem enquanto aprecia um bom vinho e degusta um fondue.

Quem visita Martins não pode deixar de fazer alguns passeios turísticos e conhecer a Gruta da Trincheira e a estrada da subida da serra, a famosa Casa de Pedra, Pedra Rajada, Pedra do Sapo, Reserva Ecológica do Sr. Clezinho, o Nicho de Nossa Senhora do Livramento, o Museu Histórico, o Museu Demétrio Lemos, os Mirantes do Canto e da Carranca e a Trilha do Pôr-do-Sol.

O clima em Martins é frio mesmo. Durante a noite, quando todos vão flanar pelas praças e botecos martinenses, é fácil encontrar pessoas com cheiro forte de naftalina. Muita gente só retira seus casacos, cachecóis, luvas e outros apetrechos para reduzir o frio, quando chega à cidade.

Veja a programação no site oficial do 6º Festival Gastronômico de Martins:
http://www.festivaisgastronomicos.com.br/martins.php

3 comentários:

Manoel de Oliveira Cavalcanti Neto disse...

Martins, doce Martins!
Infelizmente não tenho a coragem (nem pique) para ir ao seu Festival Gastronômico e curtir tudo que é de direito.
Como faz falta uma boa estrutura hoteleira e turística no Alto Oeste.

Moacy Cirne disse...

Oi,
há uma foto sua no Balaio de hoje. Mas não é de Martins.

Um abraço.

NOVIDADES DO EXIL disse...

Que pena amigo, Martins esta muito a desejar no iten turísmo. Alagoa histórica da cidade esta poluida de feses oriundas das fossas próximas das residencias da rua historica 'rua das pedras".Eu, como estudante de Gestão Anbiental, acho um absurdo,deveria existir um calçadão a redor da lagoa com diversos "tiosques" vendendo bebidas e comidas aos visitantes, a lagoa deveris ser limpa, pois quem passa não ver a lagoa, devido a grande cobertura de capim. Acho que o poder público estadual e municipal não veem essa situação, outra desvantagem é a falta do tão sonhado teleferico no mirante, que dizem que esta previsto em um projeto,em fim,a cidadde de Martins esta sendo muito,muito visitada,o clima é maravilhosoo hotel serrano parece coisa da europa,mas a natureza dessa cidade precisa ser explorada de forma benéfica para o desenvolvimento do turismo, porque se continuar ficando só em pousada,infelizmente não ten graça.