13 de fevereiro de 2010

Revista Turismo RN

Capa da revista TRUISMO RN, edição especial de carnaval.

Mesmo sem a fama do carnaval pernambucano, cheio de frevo e maracatu, ou do carnaval baiano aonde a galera vai atrás dos trios elétricos, o carnaval no Rio Grande do Norte reúne todos os ritmos nas mais diversas tribos espalhadas pelos municípios, que investem em mega-estrutura para proporcionar alegria para os foliões.

A revista TURISMO RN apresenta uma edição especial mostrando onde estão concentrados os melhores carnavais potiguares, com destaque para as folias nos municípios de Natal, Macau e Parnamirim. A revista ainda leva o leitor para dar um rápido passeio pelo carnaval na praia de Areia Branca e no sertão de Caicó. Seja na Costa Branca ou no Seridó, a folia da galera é contagiante.

A tranquila e pacata cidade sertaneja de Janduís, encravada na Região do Médio Oeste potiguar, é nossa dica para quem quer fugir da folia momesca e se aventurar pelo sertão adentro, conhecendo um pouco da nossa história e desbravando novos horizontes. Janduís guarda uma riqueza cultural ainda inexplorada pelo turista convencional e merece uma visita demorada. O carnaval é um momento perfeito.

Esse ano, a prefeitura de Macau investiu pesado num grande carnaval de rua para agradar o folião que gosta de axé music, saindo enlouquecido atrás do trio elétrico se esbaldando na folia dos acordes baianos. Todas as tardes de carnaval, o legítimo frevo é tocado por uma orquestra de metais na Praça da Conceição. Afinal, atrás do tradicional Mela-Mela vai uma multidão de 150 mil pessoas pelas ruas macauenses.

Já no carnaval de Pirangi, o som do frevo impera em quase todas as troças e blocos de rua. Porém, também há espaço para aqueles que curtem o som energético dos trios elétricos levando uma multidão pelas ladeiras da praia de Pirangi, onde o Maior Cajueiro do Mundo é testemunha da folia momesca. Com um palco armado na praça, o carnaval de Parnamirim segue de noite adentro com bandas tocando até amanhecer.

O carnaval em Natal é multicultural, reunindo uma diversidade de ritmos e molejos nos quatro dias de folia. Na certeza de um dia todo coco virar quenga, o irreverente bloco das “Kengas” sai pelas ruas do Centro Histórico distribuindo sorrisos, plumas, paetês e muita sensualidade no domingo de carnaval. Imperdível para quem ficar em Natal!

Em Ponta Negra, o bloco “Carecas, poetas, bruxas e Lobisomens” aterroriza as ruas da praia com os fantasiados e mascarados seguindo uma orquestra de metais tocando frevo. Na velha Redinha, o bloco “Os Cão” se enche de lama na terça-feira de carnaval e pintam de preto as ruas da praia. Lá, a troça “Baiacú na Vara” ainda tem forças para arrastar os ressacados foliões na manhã da Quarta-feira de Cinzas.

A revista TURISMO RN detalha cada carnaval para que o leitor conheça as diversas opções carnavalescas no Estado.

Um comentário:

(¯`·._.·[Cris]·._.·´¯) disse...

Venha fazer parte dos http://blogueirosdobrasil.ning.com/group/blogueirospotiguares. Este grupo se destina a reunir os blogueiros do Estado do Rio Grande do Norte para troca de informações e dicas, sejam elas culturais, sociais, políticas e o que mais vier à cabeça.