10 de março de 2006

O Livro Negro do Beco

Por Lívio Oliveira

Negro, um livro quase-esotérico
do Beco,
de folhas tecidas nas brumas,
capas sob a cera dos tempos.

Um mago de barbas grisalhas
oculta-o, portas cerradas.

Liberdade resta lá fora.
Ferrolhos e chaves,
oxidados pelos ares das marés
de um rio-testemunha, o Potengi,
a receber os sais do Atlântico mar.

Clamar? Bradar?
O grito é para quê?

Ora, os gritos todos,
que não reconheci,
já romperam gargantas
e o silêncio que se inaugurou
é o silêncio-cemitério,
silêncio-não-Beco.

Que medo se exibiu?
Do povo?
Do polvo?
De tentáculos?
De tentativas de alguns?
De poucos que querem falar?
De loucos que querem contar
sobre suas simples escolhas?

Os olhos russos,
agudos,
do mago barbado
não me permitem acreditar.
Oculta-o, o livro,
portas semi-sepulcrais,
lacradas.
A palavra-mágica
teima em não ser
"abre-te, pergaminho
do querer."

Calar,
Calabar?
Onde és, Calabar,
eu não sei.
Só sei que é onde
não quero estar.

Permitam-se as escolhas,
sejam quais forem,
antes que os escolhos
da vontade
façam dobrar
a história
que, lindamente,
com abertos olhos, ouvidos
e boca,
já foi contada
e escrita
pelo próprio mago-guardião.
Num livro, à época,
a cores,
cores vivas
que me trouxeram,
do mundo em que estive,
fazendo-me escorregar, navegando
no arco-íris
da ilusão?

Um livro livre,
liberto da escuridão.
Um livro livre
da poeira,
do fosso aberto
onde caiu a criança
que brincava no ar.

Jogue-se o livro
ao mar,
ou, até mesmo,
ao fogo,
fogo que aquece
os dias e as noites
do Beco Livre.

O Beco que o mago
transformou
no "maior do mundo".
Virtuoso Beco
que tem muitas veredas,
portas de entrada,
e de saída.
Nenhuma delas
fechada,
todas elas paridas
no livro multicolorido
(de um mago envelhecido pelo temor?)

2 comentários:

Zita Cafuçu disse...

É. A culpa é de Dunga que andou dizendo por aí que iria levar o dito livro da discórdia para o Bardalus e trazer carradas de gente da Zona Norte para assiná-lo. Tudo com a ajuda de um ex-vereador Jorge não sei das quantas.

Zita Cafuçu, a amante de Volontê.

Clóvis Eugênio Mesquita disse...

Genteeeeee!

Assim não é possível! Jorge Araújo perde a eleição e agora quer mandar no Beco da Lama através de um "aceçor"?

Eu acho que Lívio, o bonitão do pedaço, está certo em defender o seu voto. Eu soubeeeeee que ele está doido para votar em Dunga, porque somente acredita nele depois de tudo o que realizou.

To é bege!

CloE, direto da Borborema.