10 de julho de 2007

Fotografia e Poesia

Foto: AG Sued
Geografia
Lívio Oliveira, Natal RN

Geografia estranha
explorei.
Não encontrei a gema
que explodia em cores
entre os teus seios
pulsantes.
Mergulhei mais uma vez,
loucamente,
como quem busca
o colostro.
Boca infantil
saciada
em tuas auréolas
indecentes,
incandescentes.

2 comentários:

Moacy Cirne disse...

Oi, mais um bom poema de Lívio; mais uma foto sensualmente estimulante. Abraços.

Richardson disse...

Este é mais um grande casamento de imagem e poesia. Uma belíssima captura, belíssima mesmo, e a transcrição daquilo que só descobrimos como se faz com o texto, quando está escrito, e muito bem escrito.