31 de dezembro de 2007

Troféu Grande Ponto Cultural 2007

Pelo segundo ano, o blog fez uma análise da cena multicultural potiguar em 2007 e resolveu entregar o troféu “Grande Ponto de Cultura” para as pessoas que se destacaram em diferentes áreas.

Artista plástico:
Luzia Dantas

Ator:
Carlos José

Cantora:
Roberta Sá

Cineasta:
Jussara Queiroz

Diretor de teatro:
Diana Fontes

Editor:
Ivan Junior

Escritor:
Carlos Fialho

Fotógrafo:
AG Sued

Gestor público:
Dárcio Galvão

Jornalista:
Alex de Souza

Músico:
Pedrinho Mendes

Personalidade cultural:
Dona Militana

Poeta:
Lívio Oliveira

Produtor cultural:
Júlio César Pimenta


Troféu Grande Ponto Cultural Especial

Banda:
Mad Dogs (Natal RN)

Bar cultural:
Beradeiro (Currais Novos)

Blog:
Beco Press (becopress.blogspot.com)

Espetáculo:
Chuva de Bala no País de Mossoró

Evento:
Pega de Boi no Mato (Fazenda Pitombeira, Acari RN)

Grupo de teatro:
Pessoal do Tarará (Mossoró RN)

Grupo folclórico:
Congo de Calçola (Ponta Negra, Natal RN)

Jornal:
O Mossoroense (Caderno Universo)

Livro:
Acerto de Contas (Ficção, Marcos Ferreira)

Programa de TV:
Grandes Temas (TV Universitária)

Projeto:
Goiamum Audiovisual (Funcarte)

Revista:
Brouhaha (Funcarte)

Show Musical:
Coisa de Preto (Khrystal e banda)

Site:
Substantivo Plural (substantivoplural.com.br)

11 comentários:

lexdesouza disse...

Grande Xará!

Obrigado pela lembrança de meu nome. Um grande ano novo para os seus e os nossos!

P.S.: Só uma correção: O projeto é Goiamum, não Jerimum.

Anônimo disse...

Valeu Alexandre. Muito obrigado pela inclusão do Substantivo Plural entre os destaques de 2007. Como o seu blog, o nosso site é independente, plural e tem como um dos objetivos divulgar, fomentar e discutir a produção cultural. Um feliz 2008 para você e todos os leitores do Grande Ponto.
Abs!

Tácito Costa disse...

Amigo, não saiu meu nome no post que enviei há pouco,por favor se não sair agora, coloque: Tácito Costa - (rs). Aqui e ali eu levo surra da tecnologia, nada sai do jeito que é para sair.

Anônimo disse...

Fico feliz por ter sido lembrado, grande Alex!
Quem merece, também, um troféu é o "Grande Ponto" e você!
Abração!
Lívio Oliveira

Anônimo disse...

Meu prezado Alexandro Gurgel,
Sei que a esta hora há muita gente por aí maldizendo a sua escolha, não tenho a menor dúvida, mas receba o meu agradecimento pela menção a meu romance-folhetim ‘Acerto de Contas’ (ainda inédito) como livro destaque de 2007 no ‘Troféu Grande Ponto Cultural’. E lhe sou duplamente agradecido, tanto pelo voto quanto pelo fato de que você, de forma sensível e corajosa, abriu espaço no seu prestigiado blog para a publicação deste livro proibido da literatura rio-grandense-do-norte. Obra esta, seja dito, que pelo menos noventa por cento dos editores do Estado — temendo incidentes diplomáticos ou desvantagens políticas — se recusam a publicar. Então, meu caro, por sua coragem, por sua clarividência e sensibilidade enquanto homem de pensamento, enquanto formador de opinião e jornalista responsável, eu não poderia deixar de lhe conferir esse crédito. Está feito o registro. E que em tempo algum a história literária do Rio Grande do Norte lhe falte com a verdade.
Um grande abraço,
Marcos Ferreira.

Anônimo disse...

Fui conferir o blog troféu especial, beco press, e o achei muito comum, entre os comuns do jornalismo de direita. Todo jornalista de direita metido a sabido, quer ser um Paulo Francis, como não chegam a ser sabidos, que é difícil, ficam apenas no direitismo, e aí se tornam mais um Cassiano Arruda ou um Woden da vida, que é mais fácil.

Anônimo disse...

O Anônimo acim pisa na bola:
Primeiro: o cara do Beco press não é jornalista, é mero repassador de releases sem menor cuidado.
Segundo: Não sabe o que é direita nem sequer esquerda, ele é tão chulo, tão tacanho e bobo que nem sequer se enquadra em qualquer espectro ideológico.
Terceiro: chamar de jornalista uma coisa que o máximo que que fez foi ser por alguns poucos meses redator de um jornal de Mossoró, graças à bondade de amigos, é um pouco demais. E por último: compara-lo, se assim o fez o anônimo, a alguns daqui da terra, deve ter sido mera figura de retórica, o cara, o tal pseudo-jornalista(que nãop tem sequer o ginásio completo, e isso não é desdouro, pois muito não tem, mas são auto-didatas) é uma aberração apenas surreal, só serve para rir mais do coitado. É NATAL, TUDO PODE, MENOS CONSIDERAR UMA PIADA DE ALEX GURGEL COMO VERDADEIRA. ALEX, NOS FAÇA RIR, MAS SEM APELAR!

Anônimo disse...

Sr jornalista Alex Gurgel,
Pior do qeu alçar Leanardo Sodre a jornalista de gabarito foi vc considerar um zero a esquerda como Carlos Fialho um escritor de merecimento. Pelamordedeus!!! Vc só pode ter fumado demais. Nossa bela Natal não merece tanta mediocridade. Fialho é um demente, um viado boçal que escreve um textinho fulera qeu dá até vontade da gente limpar a bunda com ele porque pra ourtra coisa não serve. Agora peraí, de onde vc tirou essa lorota qeu Ivan Junior é editor de alguma coisa? Quer puxar o saco do homem diga. Do contrario vc não conhece nada da historia editorial da cidade nem nunca ouviu falar em gente da maior importancia para o movimento litera´rio daqui qeu é Abimael Silva. Até hoje sao mais de duzentos autores potiguares lançados pelo Sebo Vermelho. Outra mancada grande qeu vc deu foi destacar Livio oliveira (essa doeu!) como melhor poeta do ano. Acho qeu até agora Zila mamede, Luiz Carlos Guimaraes e Ferreira Itajubá estao se revirado na sepultura. pois o tal livro de haikais de Livio, por exemplo é uma farsa da maior gravidade. O que esse rapaz sabe fazer mesmo é BOTAR A PIROCA MIUDINHA E MOLE DELE PRA FORA E MIJAR NO BECO DA LAMA, desrespeitando as famílias que frequentam o lugar. Não sei como esse pilantra não tem vergonha na cara e ainda aparece no beco pousando de intelectual. Pior é qeu ainda tem intelectual igualmente sem vergonha pra elogiar um poeta fulera desse tipo. Mas ao menos em duas coisas eu concordo com vc: primeiro é o livro do escritor Marcos ferreira que é realmente bom. Acompanho a publicação do folhetim no Grande Ponto e acho ele ótimo, nem parece qeu esse cara é de Mossoro. E segundo, eu achei a escolha do barzinho BEradeiro bastante acertada. Nota 10. Sim!!! eu ia esquecendo, Pedrinho Mendes é nosso maior artista da musica. Babau, Roberta Sa e Marina Elali sao tudo porcaria. Dacio Galvao é um mascarado. Alex de souza tem algum valor mas não é isso tudo qeu estao pintando. E quem diabo é Car4los Jose no jogo do bicho? Nunca ouvi falar. So pode ser coisa de Mossoro. Porque aquele Pessoal do Tarara é outro negócio besta qeu ninguem mais suporta. Bem, por enquanto é só. Fica na Paz Alex e feliz 2008 pra voce. E parabens pelo excelente blog.

Anônimo disse...

Realmente essa coisa de uma pessoa só, escolher quem é melhor, nessa ou naquela área, e publicar como referência de qualquer coisa, cheira a bajulação. Não quero dizer com isso que pelo fato de um grupo escolher qualquer coisa como melhor, essa coisa será melhor para mim, ou seja, a certeza que temos a priorí, é de que essa coisa é melhor para os interesses daquele grupo. Bem, como tudo isso dito acima, é o se fazer política, Alexandro, sua política será pior ou melhor, para mim, de acordo com a afinidade que eu tenha com as pessoas que você escolheu, e só posso sentencia-lo: Dize-me com quem anda, que eu te direi quem és.
Luis Sávio Dantas.

Anônimo disse...

Meu comentário saiu como anônimo, pois não tenho conta para aparecer meu nome, mas assinei, seu Blog, ótimo por sinal, é que não colocou portanto assino aqui o comentário:

"O Anônimo acima pisa na bola:
Primeiro: o cara do Beco press não é jornalista, é mero repassador de releases sem menor cuidado.
Segundo: Não sabe o que é direita nem sequer esquerda, ele é tão chulo, tão tacanho e bobo que nem sequer se enquadra em qualquer espectro ideológico..."

Fábio do Beco

e para complementar: Blog bom é o de Eduardo Alexandre, esse sim, merecia, não essa bobagem do Leonardo Sodré.

Grupo Casarão de Poesia disse...

Caro Alex...
O Beradero Bar e Currais Novos agradecem o troféu Grande Ponto Especial!
É uma honra ser congratulado por esse digníssimo espaço!
Um abraço!