4 de setembro de 2009

A esquina do Beco da Lama no livro de Cláudia Magalhães

Alex Gurgel
Atriz, bailarina, cantora, escritora e produtora, Cláudia é uma mulher atuante na cena teatral norte-riograndense, se envolvendo na direção e execução de grandes espetáculos.

A vida boêmia que pulsa no Beco da Lama, através de seus personagens típicos, será o pano de fundo para o mais novo livro da escritora, atriz e dramaturga Cláudia Magalhães, chamado “Esquina do Mundo - a hora do cão-lobo”, um texto inédito, escrito para ser uma peça de teatro.

O lançamento do livro será na Livraria Siciliano do Midway Mall, das 18h ás 22h e contará com apresentações musicais de Danilo Guanais e Isaque Galvão, além de exposições multimídia. O livro tem prefácio de Nei Leandro de Castro, “orelha” de Lívio Oliveira e coordenação editorial de Cefas Carvalho.

Um narrador conta a história de um amor entre desajustados e também o relacionamento entre três amigos que tomaram diferentes rumos na vida. A trama se passa em um bar situado no Beco da Lama, misturando humor, tragédia e romance. Cláudia Magahães garante que a peça teatral deverá ser encenada em Natal ainda este ano.

No prefácio do livro, o escritor Nei Leandro de Castro observa: “A Esquina do Mundo, de que fala Cláudia Magalhães, pode ser o Beco da Lama com seus limites, suas demarcações, sua localização entre o paraíso e o inferno. A lírica descrição do ambiente, na abertura da peça, pode levar a enganos”.

“Onze personagens, todos malditos (inclusive um de carne e osso, Gardênia, que habita o Beco da Lama) conversam entre copos de cachaça com limão e mel, rum e Coca-Cola. As falas são todas em versos rimados e a autora sustenta essa estrutura, com engenho e arte, até o final da sua peça”, observou Nei Leandro.

No livro, Cláudia Magalhães vai revelar histórias dos personagens do Centro Histórico natalense, redutos de boemias e tertúlias literárias. “Quis homenagear grandes figuras que habitavam o lugar como Lambretinha, Newton Navarro, Djalma Maranhão, Cascudo, Nazir. Também é uma grande homenagem ao Beco da Lama”, ressaltou.

Cláudia Magalhães
-
Atuou em diversas peças de destaque em Natal como “O caminho das folhas de outono”, “As fúrias”, “Bye Bye Natal”, “Entre Quatro Paredes”, e também escreveu peças (como “Neurótica” e “O outro lado da lua”) e autos populares de destaque como “Um Presente de Natal”, “Oratório de Santa Luzia” e “Terra de Sant´Ana (já publicado em livro, pela editora Mekong em 2007).
-
Atualmente, prepara o lançamento de um livro de contos para 2010 e publica textos no blog Paraíso perdido:

Um comentário:

Manoel de Oliveira Cavalcanti Neto disse...

Publicar sobre o BECO nunca é demais. Valeu!