28 de julho de 2010

Uma poesia de José Saddock de Albuquerque, Macau RN

Sal da terra

coração é bússola
que bate marés e sente rios

braços, moinhos
abraçando vento do mar
lembranças, veleiros
cruzando olhos molhados
não fosse poesia
eu diria, queria
fosse canção de amor

ó ilha querida
pássaro pensamento
pousai novamente criança
correndo desertos, pulando poças
construindo pirâmides...

Um comentário:

Thiaguinho disse...

Vc é um dos maiores poetas brasileiros. PARABÉNS!!!!